Monumentos

Muralla de la Alcazaba Situada na parte mais alta da cidade, se conserva escassamente alterada a respeito à configuração que existia na época dos reis mouros de Badajoz. Conta com três portas principais: de Capitel; Apendiz; e de Carros ou de Yelbes; e um postigo, o chamado do Rio ou da Traicíon, situado entre as desaparecidas corachas. Entre os numerosos torreões de reforço das cortinas amuralhadas e as torres avançadas de vigilância, cabe recordar as da Horca e as Siete Ventanas, além da do Apendiz. No interior da Alcáçova se manteve todo o casario que constituía a cidade até o século XV, exceto o importante subúrbio do noroeste. Encerradas em tal âmbito, existiram três mesquitas maometanas convertidas posteriormente em igrejas baixo as inovações de Santiago, Santa María de Calatrava ou dos Freyres de los Caballeros de Alcántar, e a de San Pedro. Ibn Marwan levantou a Mesquita Mayor que se converteu, depois da conquista de Alfonso IX de León, na catedral durante certos períodos, também chamada "La Obispal", ou "La See", com culto até finais do século XVIII. Levantaram-se assim mesmo no interior da Alcáçova suntuosos palácios como o dos monarcas árabes da dinastia aftasida e, mais tarde, do renascentista Duques de Feria ou de Roca, bom exemplo de residência senhorial fortificada com um belo claustro mudejár e onde, na atualidade, se encontra instalado o Museu Arqueológico Provincial. Como expressão de arquitetura militar- assistencial do século passado, deve-se mencionar também o complexo do Hospital Militar, existente também no recinto árabe. A panorâmica que se domina desde a parte norte da Alcáçova, merece por si só a visita a este monumento.
  • Parque de la Alcazaba
  • Parque de la Alcazaba
  • Jardines de la Alcazaba
Câmara Municipal de Badajoz
Plaza de España, 1 06002 Badajoz, Espanha
Telf. +34-924210000
subir